O compositor e cantor norte-americano Bob Dylan, distinguido nesta quinta-feira com o prémio Nobel da Literatura, é considerado um ícone, com grande influência na música contemporânea. 

Dylan, de 75 anos, foi distinguido por "ter criado novas expressões poéticas no âmbito da música norte-americana", de acordo com a Academia Sueca. 

Muitas das obras de Dylan centram-se nas condições sociais, humanas, religião, política e amor e as suas letras têm sido continuamente publicadas em novas edições, sob o título 'Lyrics'. 

São muitas as letras que fizeram de Bob Dylan um compositor de excelência e, entre elas, destaque para as 12 abaixo identificadas.

Like a Rolling Stone (Highway 61 Revisited, 1965)

 

A Hard Rain's A-Gonna Fall (The Freewheelin' Bob Dylan, 1963)

 

Tangled Up in Blue (Blood On the Tracks, 1975)

 

Just Like a Woman (Blonde On Blonde, 1966)

 

All Along the Watchtower (John Wesley Harding, 1967)

 

I Shall Be Released (Bob Dylan's Greatest Hits, Vol. 2, 1971)

 

It's Alright, Ma (Bringing It All Back Home, 1965)

 

Mr. Tambourine Man (Bringing It All Back Home, 1965)

 

Visions of Johanna (Blonde On Blonde, 1966)

 

Knockin' On Heaven's Door (Pat Garrett & Billy the Kid, 1973)

 

Blowin in The Wind (The Freewheelin' Bob Dylan, 63)

 

The Times They Are A Changin' (The Times They Are a-Changin', 1964)

LEIA TAMBÉM: E a internet não percebeu porque o Nobel foi para Bob Dylan