Os CTT - Correios de Portugal esclareceram esta quarta-feira que está fora da corrida pela compra da PT Portugal. 

A empresa não irá «participar em qualquer proposta firme conjunta com os ditos fundos por referência à aquisição da PT Portugal, nem estão a considerar qualquer tipo de investimento de capital» na empresa, lê-se num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A 12 de novembro, a Oi anunciou que a Apax Partners e o Bain Capital tinham oferecido 7.075 milhões de euros pela PT Portugal, uma oferta 50 milhões de euros acima da proposta do grupo francês Altice (7.025 milhões de euros).

Na sua edição desta quarta-feira, o «Diário Económico» tinha revelado que os CTT estavam a estudar um acordo com os fundos Apax/Bain para ficar com uma participação de até 20% na proposta sobre a PT Portugal.

Quem já assumiu estar na corrida é o empresário Queiroz Pereira precisamente em conjunto com os mesmos fundos.