Um idoso foi salvo de uma casa em chamas por um homem que não queria ser herói. Mas, na era das redes sociais, Tom Artiaga acabou por ser descoberto. O super-homem tem um novo rosto.

Tom Artiaga é o super-homem de Fresno, na Califórnia, após ter salvo Robert Wells, de 73 anos, que estava preso à garrafa de oxigénio que lhe permitia respirar e preso dentro da casa em chamas.

Os momentos iniciais do vídeo amador captado por Beth Lederach faziam temer o pior. No exterior da casa tomada pelas chamas, a filha gritava em pânico, pedindo ajuda para salvar o pai. Dois homens ainda entraram dentro da casa, mas a explosão da garrafa de gás fê-los recuar e abandonar o local.

Robert Wells continuava lá dentro. Ele era uma autêntica bomba-relógio, preso à garrafa de oxigénio que lhe permitia viver - já que os pulmões só «trabalham» a 25% - e que era, naquele momento, a sua maior ameaça caso o fogo chegasse à garrafa.
Nessa altura e ainda antes dos bombeiros chegarem, um homem desconhecido com um boné dos Dodgers (uma equipa de basebol), entrou na casa, não se intimidando com o fogo, para sair pouco depois carregando o idoso às costas. Depositou-o no passeio e, na confusão dos populares e da família ajudarem o idoso e o aparato da chegada dos bombeiros, o desconhecido de boné simplesmente desapareceu.

Tocados pela coragem daquele homem, a população de Fresno, na Califórnia, nos Estados Unidos, bem como a família, fizeram esforços para encontrar aquele super-homem.

O vídeo de Beth Lederach circulou durante dois dias nas redes sociais e órgãos de comunicação social sem que o homem do boné fosse identificado.

O herói anónimo teve esperança de que a espuma dos dias fizesse esquecer o assunto, ele nunca fosse identificado e pudesse regressar às suas rotinas, mas, não há segredos na era das redes sociais e o homem do boné de quem se conhecia apenas o rosto, ganhou um nome: Tom Artiaga.

O distribuidor de bebidas, de 49 anos, casado, pai de três e avô de cinco, não pôde fugir à exposição. Acabou por revelar que ia a passar quando viu o idoso dentro da casa em chamas. Não pensou em mais nada. Só em salvar aquele homem. E assim fez, mas não queria que a mulher soubesse.

Robert Wells contou à CNN que «nunca se vai esquecer daquele homem», porque, ele e a família podem ter perdido tudo, mas não perderam a vida.