Um homem ficou em prisão preventiva por fortes indícios de agredir verbal e fisicamente os pais, em Lousada.

A detenção ocorreu na sequência de uma investigação por violência doméstica. Já existiam registos de agressões aos pais, algumas das quais obrigaram a intervenções cirúrgicas.

No dia 6 de março, o suspeito foi detido em flagrante delito e sujeito à medida de coação de pulseira eletrónica e aproximação e contacto com as vítimas.

Este homem não cumpriu as medidas de coação aplicadas e voltou a agredir a mãe e o pai.

Desta vez a medida de coação aplicada foi a mais grave, a prisão preventiva.