É da Rússia que chega a novidade, a revelação surpreendente sobre os cangurus: tendem a ser canhotos.
Por exemplo para pegar na comida, ou para se coçarem, usam preferencialmente a pata esquerda. 

Para os cientistas da Universidade de São Petersburgo envolvidos no estudo, a surpresa ainda foi maior porque, ao contrário do cérebro dos outros mamíferos, o do canguru não tem um circuito neural que ligue o hemisfério esquerdo ao direito.
Os investigadores viajaram para a Austrália para observarem os animais em estado selvagem e garantem que a investigação é importante para perceber as tendências dos bípedes (animais que andam normalmente apoiados em duas patas) para usar mais uma mão ou pata do que outra, o que dá pistas para o estudo da simetria do cérebro e da evolução dos mamíferos.

O trabalho foi publicado num jornal científico e prova que os cangurus têm uma tendencia natural para serem canhotos.