Morreu a turista holandesa que estava internada no Hospital de Faro, apurou a TVI24 nesta sexta-feira, junto de fonte hospitalar, elevando para quatro o número de vítimas mortais do despiste de autocarro na Via do Infante (A22).

A mulher de 64 anos encontrava-se em estado crítico com "prognóstico muito reservado", segundo o hospital, depois de ter sofrido um traumatismo craniano grave.

No Hospital de Faro permanecem internados quatro outros feridos do acidente, que deverão ter alta em breve, enquanto um quinto turista está a ser assistido no Hospital de Portimão. Para Lisboa (São José) foi enviado um ferido para cirurgia maxilo-facial.

Na noite de quarta-feira, um autocarro com 40 turistas holandeses, acabados de chegar ao aeroporto de Faro, despistou-se e capotou ao quilómetro 48, perto de Paderne, concelho de Loulé, no sentido Faro - Portimão, caindo de uma altura de cerca de cinco metros. 

Três passageiros foram declarados mortos no local pelas equipas de emergência, enquanto todos os restantes sofreram ferimentos, na maioria traumatismos, alguns com gravidade.

O motorista do autocarro da Frota Azul terá perdido os sentidos durante a viagem, segundo foi possível apurar, e de acordo com a empresa EVA foi o primeiro acidente que sofreu em 25 anos de serviço.

O acidente está a ser investigado pelas autoridades.