A Sony vai adquirir a participação de 50% que o falecido Michael Jackson detinha na Sony/ATV, o maior catálogo da edição musical do mundo.

A multinacional e os gestores do património de Michael Jackson acordaram assim a aquisição por parte da Sony Entertainment, o ramo de conteúdos audiovisuais da Sony, de metade da sociedade.

O negócio está avaliado em cerca de 750 milhões de dólares, pouco mais de 675 milhões de euros.

Michael Jackson, que morreu em 2009, ficou com o catálogo em 1984. A Sony propôs-lhe, uma década mais tarde, comprar metade do mesmo mediante a fusão da ATV e da Sony Music.