O primeiro-ministro britânico foi o primeiro governante internacional a reagir aos atentados em Paris, que fizeram, esta sexta-feira dezenas de mortos. David Cameron diz-se “chocado com os eventos em Patis esta noite”.
 
“Os nossos pensamentos e orações estão com o povo francês. Faremos tudo o que pudermos para ajudar”, escreve David Cameron.  

  ​

Também Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, já reagiu. Igualmente através do Twitter disse-se "profundamente chocado" e manifestou "total dsolidariedade para com o povo francês".

 
 

 
O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, falou em conferência de imprensa, na Casa Branca, ainda antes de ter conseguido falar com François Hollande. Obama disse que os Estados Unidos tudo farão "para trazer os terroristas à Justiça". 

Obama declarou também inteira solidariedade com a França, na "luta contra o terrorismo e contra o extremismo". 

O primeiro-ministro belga Charles Michel já manifestou também as condolências às famílias das vítimas e ao povo francês. Através do Twitter, em francês e em flamengo, Charles Michel, fala em "nova tragédia em Paris".



O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, confessa-se "comovido com as notícias que chegam de França". "França tem a seu lado o povo espanhol", garantiu. 



Do Brasil, chega consternação pela "barbarie terrorista". Dilma Rousseff expressa "repúdio à violência" e manifesta solidariedade.

 
A chanceller alemã, Angella Merkel está "profundamente chocada", avança a AFP, perante as "evidências de atentados terroristas".

Também Alexis Tsipras manifestou as mais profundas condolências para com as famílias das vítimas. "Nesta hora difícil, a Grécia está com o povo francês", escreveu no Twitter. 
  Em Portugal, a primeira reação veio do Partido Socialista. O PS escreveu no Twitter que "o Secretário-Geral do PS já enviou mensagens de solidariedade ao Presidente François Hollande, ao embaixador francês em Lisboa e ao PSF"

. No Facebook, na página oficial, António Costa manifestou solidariedade para com o povo francês:

 
 

Quero manifestar a minha solidariedade com o povo francês e as suas autoridades perante os ataques terríveis desta...

Publicado por Costa 2015 em  Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Martin Schulz também falou no Twitter das "terríveis notícias" que chegam de Paris.