“Os nossos pensamentos e orações estão com o povo francês. Faremos tudo o que pudermos para ajudar”, escreve David Cameron.  

  ​

Também Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, já reagiu. Igualmente através do Twitter disse-se "profundamente chocado" e manifestou "total dsolidariedade para com o povo francês".

 
 

 

Obama declarou também inteira solidariedade com a França, na "luta contra o terrorismo e contra o extremismo". 

O primeiro-ministro belga Charles Michel já manifestou também as condolências às famílias das vítimas e ao povo francês. Através do Twitter, em francês e em flamengo, Charles Michel, fala em "nova tragédia em Paris".

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, confessa-se "comovido com as notícias que chegam de França". "França tem a seu lado o povo espanhol", garantiu. 

Do Brasil, chega consternação pela "barbarie terrorista". Dilma Rousseff expressa "repúdio à violência" e manifesta solidariedade.

 

A chanceller alemã, Angella Merkel está "profundamente chocada", avança a AFP, perante as "evidências de atentados terroristas".

Também Alexis Tsipras manifestou as mais profundas condolências para com as famílias das vítimas. "Nesta hora difícil, a Grécia está com o povo francês", escreveu no Twitter. 

 

.

 

 

Quero manifestar a minha solidariedade com o povo francês e as suas autoridades perante os ataques terríveis desta...

Publicado por Costa 2015 em  Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Martin Schulz também falou no Twitter das "terríveis notícias" que chegam de Paris.