Um bombista suicida fez-se explodir no parque de estacionamento no templo de Karnak, em Luxor, no Egito, ferindo quatro pessoas. As autoridades dizem que mataram dois homens armados. 

Ainda não são conhecidos em detalhe as circunstâncias deste incidente. Mas as agências de informação apontam que os atacantes se encontravam numa viatura e se envolveram num tiroteio com a polícia, junto a uma barreira situada à entrada do tempo de Karnak. 

Dois homens foram mortos, mas um terceiro conseguiu ultrapassar a barreira e fez-se explodir, segundo disseram fontes consultadas pela agência Reuters. 

Um porta-voz do Ministério da Saúde disse que quatro egípcios ficaram feridos. As vítimas serão dois lojistas e dois polícias.

Uma fonte do Ministério do Interior indicou que nenhum turista foi atingido e, numa nota oficial, o governo frisou que as autoridades conseguiram frustar um atentado terrorista. 

Este ataque não foi ainda reivindicado, mas as suspeitas recaem sobre militantes islamistas, ativos há anos na Península do Sinai.