As vítimas foram atingidas por uma explosão que ocorreu quando os bombeiros tentavam travar o avanço das chamas. 

O rebentamento, em que desapareceram três bombeiros, deixou ainda 11 pessoas feridas. Uma delas não resistiu aos ferimentos, depois de ter sido levada para o hospital.

“Foram destruídos totalmente alguns tanques de combustível do depósito. Perto, a 100 metros de distância, há um outro depósito e o principal objetivo é evitar que o fogo chegue lá”, disse o chefe dos serviços de emergência no local, Valeriy Borysov, num balanço feito na televisão, citado pela Reuters.

Durante a noite e a manhã o fogo já atingiu 16 tanques de combustível. Os oito maiores com uma capacidade de 900 metros cúbicos. 

O caso está a ser investigado. O ministro do Interior, Zoryan Shkiryak, já adiantou que entre as causas possíveis podem estar “violações dos regulamentos de armazenamento de combustível, problemas técnicos ou fogo posto”.