[Notícia actualizada]

Era uma certeza do mercado e aconteceu. O Banco Central Europeu (BCE) acabou de anunciar um corte na taxa de juro de referência da Zona Euro em 50 pontos base para 1,5%, o valor mais baixo de sempre.

O Banco Central de Inglaterra (BoE) seguiu o exemplo e desceu em 50 pontos base a sua principal taxa directora, para 0,50 por cento, o valor mais baixo desde que a instituição foi criada, em 1694.

O mercado aguarda agora pelo discurso do presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, que deverá acontecer às 13h30. Trichet deverá dar sinais de novos cortes para o futuro, de forma a mitigar os efeitos severos da actual crise financeira.

Corte alivia crédito mas prejudica poupança

Esta é a quinta vez que o BCE desce o preço do dinheiro, uma decisão que ficou em linha com o previsto pelos analistas. Recorde-se que em Outubro a taxa de referência encontrava-se nos 4,25%.

Euribor cai em dia de reunião

O que é certo é que a maioria dos economistas acredita que o BCE vai descer o preço do dinheiro para 1%, ainda este semestre. Há ainda quem aposte que a autoridade monetária pode ir mais longe e cortar mesmo a sua taxa de juro para 0,50%.