O festival de cinema Porto/Post/Doc é hoje inaugurado no Rivoli Teatro Municipal e vai apresentar 50 filmes até dia 13 de dezembro, naquilo que o seu diretor descreve como «uma nova forma de apresentar cinema».

«[É] um novo festival na cidade, que vem trazer uma nova forma de apresentar cinema, mas também uma velha fórmula de apresentar cinema, que é filmes novos e filmes bem escolhidos», disse à agência Lusa o diretor do evento, Dario Oliveira.

Numa combinação entre o documentário e uma “área híbrida” que é o cinema do real, o Porto/Post/Doc vai exibir um conjunto de obras que «são a prova viva de que este pressuposto teórico é uma realidade e que aquilo que interessa sempre, e sempre interessou, são formas de contar histórias vindas de todo o mundo».

O festival pretende ser um «momento de reflexão, mas também de entretenimento», segundo Dario Oliveira, que referiu que o programa contém «filmes para que as pessoas levantem o moral, sem ser de forma estupidificante», exemplificando com o filme “Belluscone, una storia siciliana”, de Franco Maresco.

A programação do Porto/Post/Doc vai contar também com “muitos filmes portugueses”, desde a estreia nacional da curta-metragem “O Velho do Restelo”, de Manoel de Oliveira, a “Acima das Nossas Possibilidades”, de Pedro Neves, passando por “João Bénard da Costa – Outros amarão as coisas que eu amei”, de Manuel Mozos.

O objetivo, para o diretor do festival, é que no final, os espectadores «tenham a sensação de que viveram algo de especial, de único, sensorial, não só intelectual», e que tenha sido “uma experiência que tem de ficar na memória de todos».

«O festival chama-se Porto/Post/Doc porque é na cidade do Porto e porque o cinema hoje em dia atravessa uma mudança de paradigma e os elementos da ficção e os elementos do real e do documentário juntam-se cada vez mais em obras que têm uma grande repercussão junto do público e também da crítica», explicou Dario Oliveira.

O festival vai decorrer entre esta quinta e dia 13, repartindo-se entre o Rivoli, o Maus Hábitos e o Passos Manuel.