No âmbito da operação «Anjo da Guarda», a GNR irá fiscalizar o uso de cintos de segurança, cadeirinhas para crianças e utilização indevida do telemóvel durante a condução, esta sexta-feira, 21.

Serão realizadas 728 ações de fiscalização por todo o país, numa operação que irá mobilizar 1.864 militares dos comandos territoriais da Guarda Nacional Republicana e da Unidade Nacional de Trânsito.

De acordo com a GNR, este tipo de operações de fiscalização deve-se aos «riscos de acidente associados a estas infrações, com consequências muitas vezes trágicas», tendo como objetivo «alterar este tipo de comportamentos, contribuindo assim para a redução dos índices de sinistralidade rodoviária registados em Portugal».

Os locais selecionados coincidem com os sítios onde este tipo de infrações são mais frequentes, como as vias situadas no interior das localidades, proximidades de escolas, e estradas nacionais, regionais e municipais.

Segundo a Guarda Nacional Republicana, nos primeiros dez meses deste ano foram detetadas 18.256 infrações pela utilização do telemóvel durante a condução, 19.012 por falta de uso de cinto de segurança e 1.489 por ausência de Sistema de Retenção para Crianças, nas condições obrigatórias.