A explosão de um veículo de transporte coletivo na Guiné-Bissau, aparentemente provocada por uma mina, terá provocado 21 mortos e 15 feridos, disse à agência Lusa fonte do Hospital Simão Mendes (HSM) em Bissau.

As estimativas iniciais apontavam para 10 a 15 mortos, mas o cenário «é mais grave» e entre as vítimas mortais há algumas crianças, referiu aos jornalistas Augusto Blute, cirurgião de serviço no HSM.

Segundo o médico, o último registo aponta para 19 mortes no local, além de outras duas já no hospital.