O Banco Central Europeu (BCE) emprestou 10,3 mil milhões de euros a cinco bancos que entraram em incumprimento no Outono passado, tendo decidido que os bancos centrais façam provisões de 5,7 mil milhões para acautelar eventuais perdas, avança a Lusa.

«As circunstâncias específicas de 2008 implicaram também riscos financeiros mais elevados nas operações de crédito do Eurosistema», revelou hoje o BCE, acrescentando que «no Outono de 2008, cinco contrapartes entraram em situação de incumprimento nas operações de refinanciamento realizadas pelo Eurosistema».

A saber: a Lehman Brothers Bankhaus AG, três filiais de bancos islandeses e Indover NL.

«O valor nominal total do crédito do Eurosistema sobre estas instituições de crédito ascendia a cerca de 10,3 mil milhões de euros no final de 2008», afirma o BCE em comunicado.

«As operações de política monetária em questão foram executadas em nome do Eurosistema por três bancos centrais nacionais, nomeadamente, Deutsche Bundesbank, Banque centrale du Luxembourg e Nederlandsche Bank».

Difícil avaliar quando dinheiro será recuperado

O Conselho do BCE confirmou que os bancos centrais nacionais «tinham tomado todas as precauções necessárias» para «maximizar a recuperação de fundos a partir dos activos de garantia detidos».

Os activos de garantia entregues eram «principalmente constituídos por instrumentos de dívida titularizados (asset-backed securities)», afirma o BCE, acrescentando que estes «têm liquidez limitada face às actuais condições excepcionais do mercado e alguns destes instrumentos têm de ser reestruturados, de forma a permitir uma recuperação eficiente».

«Nas actuais condições do mercado, é difícil avaliar quando o Eurosistema os liquidará», diz o BCE.

Por este motivo, «o Conselho do BCE decidiu que uma eventual perda, a ocorrer, seria repartida na totalidade entre os bancos centrais nacionais do Eurosistema, proporcionalmente às participações».

O Conselho do BCE decidiu igualmente, por uma questão de prudência, que os bancos centrais nacionias devem estabelecer «as respectivas percentagens para a constituição de uma provisão específica total nas suas contas anuais de 2008, a qual servirá de amortecedor contra riscos resultantes de operações de política monetária realizadas» com aqueles bancos.

«O montante total da provisão será de 5,7 mil milhões de euros, tendo já sido contabilizado no resultado líquido» de 2008.

O resultado líquido agregado dos bancos centrais nacionais do Eurosistema, incluindo a distribuição do resultado líquido do BCE por eles recebido, deverá totalizar aproximadamente 16,8 mil milhões de euros em 2008, divulgou hoje o BCE.