A Reserva Federal, banco central norte-americano, anunciou esta quarta-feira que vai reduzir de 85 mil milhões de dólares mensais para 75 mil milhões de dólares o apoio à economia.

Em 2012, a Reserva Federal iniciou um programa de aquisição de títulos de dívida no valor de 85 mil milhões de dólares mensais, num esforço destinado a manter os juros baixos e apoiar a economia.

Ainda esta quarta-feira a Fed alargou a sua previsão de crescimento para 2014 e baixou ligeiramente a do desemprego.

O Produto Interno Bruto (PIB) do país deverá avançar de 2,8 a 3,2% no próximo ano, uma margem mais alargada que a de 2,9 a 3,1% prevista em setembro, segundo as novas projeções do comité de política monetária.

A Fed também reviu a previsão de crescimento para 2015, que situa entre os 3 e os 3,4%, contra os 3 a 3,5% anteriores.

Em matéria de emprego, o banco central mostra-se mais otimista, uma vez que baixa a previsão do desemprego em 2014 para uma taxa de 6,3 a 6,6% contra os 6,4 a 6,8% que tinha previsto antes.

A Reserva Federal indicou que pode aumentar a sua taxa diretora, que mantém próxima de zero desde 2008, quando o desemprego tiver descido para 6,5%. Em novembro a taxa de desemprego foi de 7%.