A Estrada Nacional (EN) 2, que liga a Sertã a Pedrógão Grande, está cortada devido ao desmoronamento de uma barreira que obstruiu a via com toneladas de pedras e terra, disse o presidente da Câmara da Sertã.

Na sequência de fortes chuvas, o trânsito está cortado desde o final da tarde de quinta-feira entre a vila de Pedrógão Pequeno e a Barragem do Cabril, no rio Zêzere, que naquele local separa os concelhos da Sertã e de Pedrógão Grande, precisou José Farinha Nunes (PSD), em declarações à Lusa, referindo que os trabalhos de remoção do entulho são da responsabilidade das Estradas de Portugal (EP).

Segundo o autarca, o aluimento da barreira obstruiu a EN2 com «toneladas de entulho e ao longo de cerca de 20 metros de extensão» da via.

«A estrada continua cortada, é essencialmente utilizada pelo trânsito local e ainda não tenho previsão para a sua reabertura», notou Farinha Nunes, observando que, nas imediações, «uma grande rocha está em situação periclitante e em vias de tombar» para as faixas de rodagem.

«O que entendemos é que os técnicos da EP devem desobstruir a EN2 e, ao mesmo tempo, remover o rochedo, tendo em conta que é uma situação que se reveste de alguma perigosidade para quem circula no local», defendeu.

O percurso alternativo, que está sinalizado, aponta como alternativa o IC (Itinerário Complementar) 8, entre os nós de Pedrógão Pequeno e Pedrógão Grande, um desvio «pouco significativo» em termos de distância, notou Farinha Nunes.

Contactada pela agência Lusa, fonte da EP disse que a remoção do entulho está em curso e que a desobstrução da via deverá estar concluída até ao início da tarde desta sexta-feira.