O vice-presidente da bancada do PSD, Carlos Abreu Amorim, considera que Alberto João Jardim «é o político mais injustiçado de Portugal». Numa entrevista ao jornal «Sol», Amorim defendeu o líder madeirense.

Questionado sobre se tem sentido fazer um acordo com Jardim para cobrir o buraco de 227 milhões na Madeira, Amorim disse que «não podemos virar as costas à Madeira». Mesmo porque, de acordo com o deputado, o arquipélago «também tem razões de queixa do poder central».

«Alberto João Jardim, que continua a ter o apoio dos madeirenses e é responsável por uma obra extraordinária, é muito injustiçado», disse o deputado do PSD. E foi mais longe: «Jardim é a personagem política contra quem se fizeram as campanhas mais ferozes em Portugal».