A economia espanhola, a quarta maior da Zona Euro, recuou 0,1% no segundo trimestre deste ano, face ao primeiro, revelam as estimativas oficiais reveladas esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística espanhol (INE).

O país vizinho mantém-se assim em recessão, situação em que se encontra há dois anos, mas atenuou a contração da economia, já que esta tinha recuado 0,5% no primeiro trimestre.

A contração do segundo trimestre deve-se sobretudo ao contributo negativo da procura nacional, apenas parcialmente compensada pela contribuição positiva da procura externa.

Esta foi a oitava contração trimestral consecutiva, mas as previsões apontam para que tenha sido a última.