A economia espanhola cresceu menos uma décima do que foi anunciado no 4º trimestre de 2013, com uma subida de apenas 0,2%, segundo dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística espanhol, citados pelo El País.

No conjunto do ano, o balanço é de uma queda de 1,2% do crescimento económico e, comparativamente ao período homólogo, a contração foi de 0,2%.

A contribuição do crescimento agregado da procura nacional é um ponto e 5 décimas superior à registada no trimestre anterior, fixando-se em -0,6%. A procura externa reduziu a contribuição para o PIB trimestral em 6 décimas, relativamente ao trimestre anterior (de 1 a 0,4%).