A UNICEF assinala esta sexta-feira o segundo Dia Internacional da Rapariga, sublinhando que a inovação é a chave para levar mais raparigas à escola e melhorar a qualidade da aprendizagem de todas as crianças.

Apesar de o número de raparigas que não frequentam a escola ter sofrido uma redução, «muitas delas ainda são privadas de uma educação de qualidade e da oportunidade de desenvolverem todo o seu potencial», indica o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em comunicado.

De acordo com a organização, «existem provas que mostram que mesmo um único ano de ensino secundário pode representar para uma rapariga um aumento de 25 por cento no seu rendimento financeiro futuro», mas há atualmente «milhões de raparigas que continuam sem ir à escola, incluindo 31 milhões de meninas em idade de escolaridade primária».