A Teixeira Duarte ganhou um contrato para a restauração e duplicação de uma via rodoviária no Estado da Baía, no Brasil.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores mobiliários, a empresa adianta que a obra foi ganha através de um consórcio que é detido em 48,25% por uma participada da Teixeira Duarte no Brasil, a EMPA Serviços de Engenharia.

A parte que caberá à construtora portuguesa no negócio é de 68,2 milhões de euros, valor que a empresa soma à sua carteira de encomendas.

«O valor total da empreitada é de 141,3 milhões de euros, sendo que ao grupo Teixeira Duarte, em função da quota-parte da sua participada EMPA no referido consórcio, caberão 68,2 milhões de euros», lê-se no comunicado enviado ao regulador.