O vice-presidente do CDS-PP Diogo Feio defendeu sábado que os portugueses "sabem muito bem distinguir" a diferença entre o futebol e o ato de votar, considerando que "não se deve fazer dramas sobre essa matéria".

"Há várias situações em que houve jogos de futebol e em que não houve. Acho que os portugueses sabem bem distinguir o que é futebol - eu gosto imenso de futebol, tenho um clube que é conhecido - e aquilo que é votar", afirmou Diogo Feio.

O dirigente centrista comentava a marcação de jogos de futebol para o dia das eleições legislativas de 4 de outubro à margem da Escola de Quadros do CDS, que decorre desde quinta-feira e até domingo em Ofir.

"Não se deve fazer dramas sobre essa matéria. Se calhar vai estar um dia de sol fantástico, se calhar não vai estar. Os portugueses sabem desde há muito tempo, somos uma democracia de 40 anos, sabem muito bem distinguir", declarou.

O porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE) disse hoje à Lusa que realização de jogos de futebol em dia de eleições não é proibida, mas argumentou "misturar as duas coisas poderá ser pouco sensato" e "não é recomendável".

"Tem havido a opinião consensual de que não é adequado" a realização de jogos de futebol no mesmo dia, disse João Almeida, e, em 40 anos de democracia, esta será a primeira vez que tal acontece em dia de eleições para a Assembleia da República.

"Diria que é pouco sensato misturar as duas coisas. Não é proibido, mas não é recomendável", frisou João Almeida, ressalvando que, por nunca se ter registado uma situação idêntica, a CNE nunca se pronunciou sobre a possibilidade de decorrerem jogos de futebol no mesmo dia de eleições legislativas.

O porta-voz da CNE justificou ainda que normalmente se antecipam ou adiam as competições desportivas para "não desviar as pessoas dos locais onde votam" e "oferecer mais um pretexto para a abstenção".

"Haverá algumas centenas de pessoas que porventura já estariam pouco motivadas para irem votar e agora vão preferir acompanhar a sua equipa", referiu.

Já depois do anúncio da marcação dos jogos dos três 'grandes', a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) esclareceu que esta foi acordada com os clubes, tendo em conta as competições europeias e os jogos da seleção. Todas as suas outras competições foram antecipadas para 03 de outubro, de forma a não coincidir com o dia das eleições.

Os jogos em causa são a visita do bicampeão Benfica ao União da Madeira, às 16:00, e as receções do FC Porto ao Belenenses, às 18:15, e do Sporting ao Vitória de Guimarães, a partir das 20:30. O Sporting de Braga é o único 'europeu' a jogar na segunda-feira, quando recebe o Arouca, às 20:00.