O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, disse este domingo que «provavelmente» nem Portugal nem a Irlanda vão precisar de mais ajuda financeira, mas ressalvou que os mercados financeiros «nem sempre são racionais», em entrevista ao germânico «Die Welt».

Na entrevista, citada pela agência financeira Bloomberg, o ministro das finanças alemão afirma ainda que conceder uma nova redução da dívida à Grécia não seria uma boa ideia, porque causaria novamente incerteza sobre o futuro do país e, por arrasto, da zona euro.

O responsável, de resto, sublinhou que a Grécia tem feito melhor que o previsto nalgumas áreas, no dia seguinte ao primeiro-ministro da Grécia, Antonio Samaras, ter vaticinado, num discurso em Thessaloniki, que, no próximo ano, o país já poderá voltar ao crescimento.