O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vítor Constâncio, disse esta terça-feira que a zona euro precisa de mais crescimento e que o banco central tem a noção de que a crise ainda não acabou.

A declaração de Vítor Constâncio num evento em Milão, citada pela agência de informação financeira Bloomberg, coincide com a do presidente do BCE, Mario Draghi, que afirmou a semana passada que «é prematuro declarar vitória» sobre a crise na zona euro.

A posição do BCE parece contrastar com a da Comissão Europeia, cujo presidente, Durão Barroso, disse na sexta-feira que a crise do euro está ultrapassada, que a União Europeia está a emergir da recessão e que 2014 será o ano de superação da crise.

Sobre o crescimento na zona euro, Vítor Constâncio disse que é necessário um setor bancário sólido para estimular a economia.

Um sistema bancário, disse o responsável, que ainda tem de cumprir alguns passos para passar nos testes de stress que o BCE está a levar a cabo ao longo deste ano, referindo no entanto os aumentos de capital e reforços de provisões que estão a acontecer.