CaixaBank ameaça retirar oferta Pública de Aquisição sobre o BPI.

A notícia é avançada pelo jornal espanhol El Confidencial que diz que a paciência tem limites e a de Isidre Fainé, presidente do banco catalão, estará quase esgotada.

Vinte anos depois do primeiro investimento no banco português e 18 após a primeira ofensiva para ficar com 100% do capital do banco liderado por Fernando Ulrich, diz o jornal que, o presidente do CaixaBank pondera, muito seriamente, retirar a oferta, lançada a 1,113 euros por ação, em virtude da guerra judicial que se avizinha pelo controlo do banco.

Segundo fontes próximas da negociação, citadas pelo jornal, a entidade espanhola anunciará a nos próximos dias se a situação não for desbloqueada.

A OPA do Caixabank sobre o BPI foi anunciada em abril, depois de o banco espanhol não ter conseguido chegar a acordo com o acionista angolano Santoro - empresa de Isabel dos Santos com mais de 18% do capital -  sobre uma solução para o banco e, sobretudo, para a redução da exposição a Angola, onde o BPI tem o Banco Fomento de Angola (BFA).

O CaixaBank teme pela demora na decisão judicial desencadeada pelas providências cautelares interpostas pelo acionista Violas Ferreira Financial - que já foram contestadas pelo BPI.

O banco português anunciou na última semana de agosto já ter contestado as duas providências. Uma destinada a suspender a eleição dos novos membros da mesa da assembleia-geral do baco e outra destinada a impedir a votação da proposta de desblindagem de estatutos apresentada pela administração do BPI.

À Reuters, Albino Oliveira, analista do Patris disse que o “Caixabank estará a pensar na sua situação, tendo em conta que o impasse nunca mais é resolvido. Poderá ser uma estratégia de negociação que visa pressionar as partes a entenderem-se. Mas, para já não, há decisão judicial e nem se sabe bem se, na prática, vai haver, ou não, assembleia-geral amanhã". De resto, a decisão do tribunal, sobre as providências cautelares, é fundamental para que o processo prossiga e possa, de fato, haver assembleia-geral.

O mercado recebeu em baixa esta hipótese de desistência do CaixaBank. As ações do BPI caem 3,49% para 1,080 euros, abaixo do valor da oferta.