A secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, demitiu o conselho diretivo do Instituto da Segurança Social.

De acordo com o Expresso, o Governo alega a necessidade de imprimir uma nova orientação estratégica à gestão dos serviços daquele organismo e fez cessar funções os quatro elementos da direção do ISS. O mandato que devia terminar em 2020 cessará já a partir do próximo domingo.

Ana Clara Birrento e Jorge Almeida Campino eram, respetivamente, a presidente e o vice-presidente do Instituto, tendo como vogais Luís Monteiro e Paulo Ferreira. Tinham sido nomeados em julho do ano passado, pelo anterior Governo do PSD/CDS e sujeitos a avaliação da CRESAP.

Em janeiro, o ministério de Vieira da Silva já tinha exonerado a direção do Instituto do Emprego e Formação Profissional, assim como mais de 80 dirigentes intermédios e regionais daquele organismo. O ministro e os secretários de Estado, na altura como agora, justificaram as exonerações com a necessidade de imprimir uma nova orientação estratégica aos serviços que tutelam.

A TVI ainda não conseguiu obter qualquer comentário do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.