Paulo Portas inaugurou este domingo à tarde um relógio que regista, em contagem decrescente, o tempo que falta para Portugal terminar o programa de ajustamento da troika. O relógio regista os meses, dias, horas e minutos que faltam para que a troika abandone Portugal e vai ficar instalado no interior da sede nacional do CDS em Lisboa.

No encerramento do Congresso da Juventude Popular, Paulo Portas aproveitou o momento para referir o que quer para o próximo ano. Desejos que vão constar da moção que o líder centrista vai levar ao congresso do partido, já em janeiro de 2014.