A marca de refrigerantes Pepsi pediu na noite de terça-feira «sinceras e profundas desculpas» a Cristiano Ronaldo e à Seleção por imagens publicadas na Suécia alusivas ao internacional português e que estão a provocar polémica.

Na sua página no Facebook, a Pepsi na Suécia publicou uma imagem de um boneco amarrado, esmagado por um lata e trucidado por um comboio. O boneco tinha as cores da Seleção Nacional e o número 7 na camisola [o número de Cristiano Ronaldo] e a acompanhá-lo podia ler-se a frase «Vamos passar por cima de Portugal».

Foram ainda publicadas outras duas imagens de cariz idêntico.

Portugal venceu a Suécia (3-2) na noite de terça-feira e apurou-se para a fase final do Mundial de futebol, que decorre em 2014 no Brasil, com três golos de Ronaldo.

Já depois da vitória da Seleção, cerca das 23:00 de terça-feira, a página oficial da Pepsi Portugal no Facebook destacava que, sendo o futebol conhecido pela paixão que inspira, «a equipa sueca infelizmente foi mais longe do que devia».

«Nunca quisemos dar ao desporto ou ao espírito de competição uma conotação negativa. Pedimos desculpa a todos aqueles que se sentiram ofendidos pelos posts - estes foram imediatamente retirados», escreve a marca.

Cristiano Ronaldo foi o autor dos três golos no jogo com a Suécia e também tinha marcado o único golo da primeira mão, na passada sexta-feira, em Portugal, numa vitoria por 1-0.