O Governo prevê que a taxa de desemprego se mantenha nos dois dígitos em 2018, atingindo os 13,2% nesse ano, ainda que antecipe que a trajetória se mantenha descendente, segundo o Documento de Estratégia Orçamental (DEO).

Governo apresenta DEO às 17:30

De acordo com o DEO, o Executivo prevê uma redução da taxa de desemprego, tanto de curta como de longa duração, até 2018, ano em que terminam as projeções apresentadas.

Para 2014, espera-se que a taxa de desemprego se fixe nos 15,4%, evoluindo para uma taxa de 13,2% em 2018, «movimento que será ancorado no crescimento da população empregada, após as reduções verificadas desde 2009», lê-se no documento.

Quanto às previsões do crescimento, o Governo confirmou as previsões já adiantadas, esperando que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 1,2% este ano e 1,5% em 2015, devendo o ritmo de crescimento acelerar ligeiramente em 2016 (+1,7%) e em 2017 e 2018 (+1,8%, em cada um dos anos).

O Governo, que já deverá ter entregado o documento na Assembleia da República, vai apresentar o DEO em conferência de imprensa hoje às 17:30.

A apresentação deste documento, que define as linhas de orientação para as políticas com incidência orçamental até 2018, esteve prevista para terça-feira, mas foi adiada para hoje, data limite para o seu envio à Assembleia da República e à União Europeia.