No primeiro trimestre do ano foram vendidos em Portugal 40.460 automóveis, mais 43,8% do que no mesmo período de 2013, com 16.822 unidades vendidas em março, divulgou esta terça-feira a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

As vendas de março correspondem a um aumento de 51,8% relativamente ao mesmo mês de 2013, com um total de 16.822 automóveis vendidos, mas mesmo assim, situam-se num dos níveis mais baixos dos últimos 14 anos. Em março de 2000, por exemplo, venderam-se 40.592 veículos automóveis em Portugal.

Segundo a ACAP, entre janeiro e março venderam-se 39.718 veículos ligeiros, mais 43,8% do que no mesmo trimestre de 2013. Em março venderam-se 16.596 veículos ligeiros, o que corresponde a um crescimento homólogo de 51,8%.

Em março deste ano, o mercado de automóveis ligeiros de passageiros registou um crescimento homólogo de 47%, com 14.149 veículos vendidos.

No trimestre foram vendidos 33.954 ligeiros de passageiros, o que corresponde a um crescimento homólogo de 40,5%.

As maiores subidas nas vendas de ligeiros de passageiros foram registadas pela Renault (86% com 1.882 veículos vendidos), Peugeot (55,3% com 1.235 veículos) e Volkswagen (14,3% com 1.130 veículos).

O mercado de veículos comerciais ligeiros registou em março um crescimento homólogo de 87,2%, tendo sido comercializados 2.447 veículos. No trimestre, foram vendidas 5.764 unidades, o que corresponde a um crescimento homólogo de 66,5%.

Relativamente ao mercado de veículos pesados, verificou-se um crescimento de 51,7%% no mês de março, tendo sido vendidos 226 veículos desta categoria. Nos três primeiros meses do ano foram vendidos 742 veículos pesados, o que levou a um aumento de 42,7% em termos homólogos.