“A CT vê com agrado a situação. A empresa não se podia financiar. O bom é que o turismo tem crescido, mas sem isso teríamos mais problemas, ainda que até agora a empresa sempre tenha cumprido para com os trabalhadores”, disse aquele responsável.