O CaixaBank não estará muito interessado em que o BPI entre na corrida ao Novo Banco. Essa é uma pretensão do conselho de administração, mas com a OPA lançada sobre a totalidade do capital do BPI, o tabuleiro do poder vai pender para o lado dos espanhóis.

A Bloomberg cita fontes do CaixaBank como tendo dito a investidores que vão opor-se à compra no Novo Banco, que vai na sua segunda tentativa de venda.

O chairman do BPI, Artur Santos Silva, assumiu na semana passada que "o banco está a estudar seriamente essa operação" do Novo Banco "e vai continuar a estudá-la e a tomar decisões". 

E logo no início do ano, o presidente executivo do BPI, Fernando Ulrich, tinha dito que ia analisar as condições do novo processo de venda

Mas poderá ficar tudo em águas de bacalhau. A informação vinda destas fontes citadas pela Bloomberg acrescem ao que o presidente-executivo do CaixaBank, Gonzalo Gortázar tinha dito em julho, quando mostrou ter uma posição contrária, em termos de interesse, numa teleconferência com analistas. 

processo de venda do Novo Banco está a decorrer. É, então, o segundo depois de o primeiro ter sido suspenso há precisamente um ano, em setembro de 2015, com o Banco de Portugal a considerar que nenhuma proposta era interessante.

Veja também - Novo Banco e Caixa: o que o Governo prometeu a Bruxelas