A maior abertura da torneira do crédito, por parte dos bancos, deu novo fôlego à venda de casas em Portugal, nos primeiros 10 meses deste ano, segundo o balanço que é feito pelas agências imobiliárias. Os arrendamentos, por seu turno, estão a cair.

Na Remax, por exemplo, desde janeiro e até ao final de outubro, venderam-se 16.200 imóveis, mais 26% destas transações face ao mesmo período do ano passado, indicou à Lusa a diretora-geral da agência imobiliária, Beatriz Rubio.

Em contrapartida, o número de arrendamentos desceu 13%, para um total de 15.700.

«Já estamos a vender mais do que a arrendar e esta é uma tendência que se reforça cada vez mais», confirmou a mesma responsável, lembrando que o número de vendas e de arrendamentos chegou a ser semelhante durante o ano passado.