A Bolsa de Lisboa encerrou esta quinta-feira com uma valorização de 0,71%, animada pelos bons resultados que têm sido apresentados pelas principais cotadas.

A Jerónimo Martins destacou-se com uma valorização de 5,7%, depois de ter apresentado uma subida dos lucros no primeiro semestre de 3,2%, para os 149,5 milhões de euros.

Outro título que beneficiou dos resultados semestrais foi o dos CTT, que ganhou 2,323&, depois da operador postal ter apresentado lucros de 39,2 milhões de euros no primeiro semestre do ano.

O BPI voltou á subidas, depois do banco de Fernando ulrich ter apresentyado lucros de 76,2 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, um valor que fica acima do esperado pelos analistas citados pela agência Reuters, que apontavam para resultados de 65 milhões de euros.

Já O BCP continuou esta quinta-feira a ser penalizado pelos investidores, embora de uma forma mais ligeira. O Millennium BCP perdeu 0,424%, depois do presidente do BPI ter dito não estar a estudar uma aproximação ou fusão com o banco liderado por Nuno Amado.

Na sessão desta quinta.-feira a nota negativa vai para a NOS que foi alvo da realização de mais valias, depois da forte valorização de quarta-feira. As ações da NOS perderam 2,354%.