Os turistas na Grécia e qualquer pessoa com um cartão de crédito estrangeiro não serão abrangidos pelas medidas de limitação de levantamentos nos multibancos, decididas pelo Governo grego, foi anunciado no domingo.

De acordo com um comunicado do executivo de Alexis Tsipras, "todos os que se encontram de visita ou preparam uma visita à Grécia" são informados de que as medidas de controlo de capitais, anunciadas anteriormente, "não se aplicam a quem pretenda fazer transações e levantamentos com um cartão de crédito emitido no país de origem".

Os turistas são um motor vital da economia do país.

O primeiro-ministro grego revelou ontem, no final de uma reunião de emergência do Conselho de Ministros, que os bancos gregos não vão abrir portas esta segunda-feira e a Bolsa de Atenas também não vai negociar.

O ministério das Finanças grego informou entretanto que os bancos vão permanecer fechados até ao dia 7 de julho e o controlo de capitais vai possibilitar levantamentos de 60 euros por dia. 

Tsipras revelou ainda que os bancos terão controlo de capitais, porque o Banco da Grécia foi "obrigado" a fazê-lo. Os depósitos estão salvaguardados. Os gregos devem permanecer calmos”, disse aos jornalistas.