O euro registou esta terça-feira uma forte subida face ao dólar, depois de o novo governo grego ter dado sinais de que propõe substituir títulos de dívida externa por outros, designadamente obrigações indexadas ao crescimento económico.

Às 18:30 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,1525 dólares, quando na segunda-feira à mesma hora seguia a 1,1336 dólares.

O novo ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, disse ao jornal Financial Times que o governo grego não vai pedir um perdão da dívida do país, de 315.000 milhões de euros, mas que vai solicitar uma fórmula para a reduzir através de dois tipos de novos títulos.


Grécia: perdão ou troca de dívida? Uma questão de palavras