Há quase seis anos que as casas não estavam tão caras e esta escalada faz com que Portugal seja o segundo país da União Europeia onde mais os preços aumentaram do primeiro para o segundo trimestre, segundo os dados do Eurostat.

O gabinete oficial de estatísticas da UE indica que só a Letónia ficou à frente (6,0%), seguindo-se Portugal, Estónia e Lituânia (3,1% cada) e o Reino Unido (3,0%).

Os preços das habitações aumentaram 1,4% na zona euro e 1,6% no conjunto da União Europeia no segundo trimestre.

Já na comparação com o mesmo período de 2015, entre abril e junho os preços das habitações aumentaram 2,9% nos países da moeda única e 4,0% na UE. 

Em Portugal, o ritmo de crescimento dos preços dos alojamentos continua a subir e é maior nas casas já existentes do que nas novas.

Veja também

Preço das casas dispara, mas Lisboa vende tanto como há seis anos