As remessas dos emigrantes superaram os 520 milhões de euros em 2012, um valor inferior ao registado em 2011, que ascendeu aos 586 milhões de euros, segundo dados do Eurostat divulgados esta terça-feira. Os dados revelam também que a maior parte das remessas tem origem em países fora da União Europeia.

Na Europa, os países com o maior valor de remessas de emigrantes são a França, Itália, Espanha, Reino Unido e Alemanha.

No conjunto dos 27 países da UE, Portugal figura no décimo lugar da lista.