O Eurostat, gabinete de estatísticas europeu, retificou os dados do desemprego da Zona Euro, União Europeia e França, divulgados na segunda-feira, revendo-os em alta, devido a um «erro» na introdução dos dados franceses.

Citado pela Lusa, o Eurostat explica que «a taxa de desemprego em França foi revista em alta em 0,5 pontos percentuais em maio», atingindo os 10,9% e não os 10,4% anunciados na segunda-feira.

Em resultado desta alteração, acrescenta, as taxas de desemprego da União Europeia e da zona euro foram também revistas em alta, subindo de 10,9% para 11% e de 12,1% para 12,2%, respetivamente.

O Eurostat retificou também as suas estimativas para o número de desempregados existentes na UE, que passou a ser de cerca de 26,5 milhões, contra os cerca de 26,4 milhões anunciados na segunda-feira.

Os dados para os restantes Estados-membros, entre os quais Portugal (onde a taxa de desemprego atingiu os 17,6%, ligeiramente abaixo do máximo de 17,8% registado abril), não sofreram quaisquer alterações.