A Rússia avisou hoje «para as sérias consequências» dos acordos de associação económica dos antigos estados soviéticos da Ucrânia e da Moldávia à União Europeia, apesar da objeção do Kremlin.

«A consequência da assinatura da Ucrânia e da Moldávia vai ser muito séria», disse o ministro dos Negócios Estrangeiros Grigory Karasin à agência de notícias russa Interfax.

O mesmo responsável sublinhou que «a assinatura de um documento tão sério é, claramente, um direito soberano de qualquer Estado».