A Sonae Sierra fechou o ano passado com um lucro de 3,6 milhões de euros, o que contrasta com os 45,9 milhões de euros de prejuízos de 2012, disse hoje a empresa em comunicado.

A Sonae Sierra divulgou ainda que, em 2013, o resultado direto fixou-se em 57,6 milhões de euros, menos 8% em termos homólogos, e que o EBITDA (resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) situou-se nos 113,5 milhões de euros, numa queda de 2,5%.

«Estes resultados diretos estão influenciados pelas vendas de ativos realizadas em 2012, no seguimento da estratégia de reciclagem de capital da Empresa, nomeadamente do Münster Arkaden, na Alemanha, e da participação em três centros comerciais não estratégicos no Brasil. Numa base comparável, o resultado direto e EBITDA permaneceram estáveis», lê-se no comunicado de imprensa, em que o presidente executivo da Sonae Sierra, Fernando Guedes de Oliveira, destacou ainda que em 2013 «o negócio da Sonae Sierra excedeu as expectativas», como cita a Lusa.

Em 2013, sublinha a empresa, foram inaugurados três novos centros comerciais, no Brasil e na Alemanha, e assinados 59 novos contratos de prestação de serviços. A Sonae Sierra expandiu-se ainda para a Turquia através da criação de uma empresa de prestação de serviços no setor de centros comerciais.