O gestor português Henrique de Castro vai deixar o cargo de chefe de operações na tecnológica Yahoo!, 15 meses depois de ter sido contratado por Marissa Mayer para reanimar o portal da empresa.

Henrique de Castro é a primeira saída de um quadro recrutado por Marissa Mayer e tem efeitos já a partir de quinta-feira, disse a empresa ao regulador do mercado norte-americano, sem avançar com qualquer justificação, num comunicado citado pela agência de informação financeira Bloomberg.

Mayer, que assumiu a liderança da empresa em julho de 2012, tem estado a trabalhar na reinvenção da Yahho!, reformulando os produtos e criando conteúdos exclusivos para atrair os utilizadores e os anunciantes da Google e do Facebook.

No entanto, o seu trabalho ainda não se traduziu em números: os analistas estimam que as receitas da empresa com sede na Califórnia tenham caído 1% em 2013, ainda que antecipem uma subida de 3% este ano e no próximo.

Antes de entrar no Yahoo!, o gestor português Henrique de Castro assumiu o cargo de vice-presidente da Google para a área de publicidade para os media, telemóveis e plataformas.

Quando a saída para a Yahoo! foi anunciada em outubro de 2012, o contrato de Henrique de Castro atribuía-lhe um salário de 61,6 milhões de dólares (45,3 milhões de euros) durante quatro anos, incluindo 20 milhões de dólares em ações para o compensar da saída da Google, onde trabalhava desde 2006.