A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) refere em comunicado que, no segundo trimestre do ano, houve uma subida homóloga de 4,7% nos subscritores de televisão paga. Num ano, mais 205 mil portugueses aderiram, cativados pela fibra ótica e pela oferta de canais exclusivos do cabo, caso da TVI24.

Contas feitas, só no segundo trimestre, as operadoras receberam quase mil milhões de euros.

Quanto às receitas totais do serviço de televisão por subscrição ('stand-alone' e pacotes que englobam este serviço), totalizaram 895 milhões de euros no trimestre em análise, valor que representa um crescimento de 9,2% em relação ao trimestre homólogo", refere o comunicado da Anacom.

Relativamente aos primeiros três meses deste ano, a subida foi de 1%, ou seja, mais 36 mil assinantes. No segundo trimestre, o número aumentou em 160 mil assinantes. No total, são mais 205 mil que no segundo trimestre de 2015.

O crescimento do serviço deveu-se fundamentalmente às ofertas suportadas em fibra ótica (FTTH/B), cujo número de subscritores aumentou 56 mil em relação ao trimestre anterior e 205 mil face ao período homólogo", refere o comunicado da Anacom.

Canais e operadores preferidos

As gravações automáticas, segundo a Anacom, "foram o serviço mais usado, seguidas do guia de programação de TV, dos canais em alta definição e das gravações manuais".

O regulador das telecomunicações salientou que cerca de 3,4% dos indivíduos com 10 ou mais anos tinham subscrito serviços de 'streaming on demand' (Netflix, Fox Play e NPlay).

Em termos tecnológicos, a rede de cabo continua a ser o principal suporte do serviço de televisão paga, sendo utilizado por 37,3% do total de assinantes, seguindo-se a fibra ótica (FTTH/B), utilizada por 25,7% dos assinantes, enquanto o xDSL e o DTH foram utilizados por 20,2 e 16,8% dos assinantes, respetivamente", salienta o comunicado.

Por quotas, a NOS liderava no segundo trimestre, com 43,7%, seguida de perto pela Meo/PT Portugal (Altice) com 39,7%.

A Vodafone foi o prestador que, em termos líquidos, mais assinantes captou no trimestre", refere o comunicado, sendo que esta operadora detinha uma quota de mercado de 11,7%, acima dos 4,8% da Cabovisão.