A EDP anunciou esta quarta-feira ter chegado a um entendimento com os 64 sindicatos que representam os seus trabalhadores, para um novo acordo coletivo de trabalho, segundo um comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O novo acordo do grupo EDP abrange as 23 empresas sediadas em Portugal que a eléctrica detém a 100% ou sobre as quais tem relação de domínio, num total de 6.700 trabalhadores.

A EDP adianta, no comunicado, que o acordo «garante a sustentabilidade económica/financeira do modelo de apoio social aos colaboradores, na reforma e na saúde», embora reformulando os mecanismos de comparticipação das partes.

São também reformuladas as carreiras profissionais, com «novas descrições de perfis de enquadramento profissional e reforçando os mecanismos de evolução com base no mérito», sendo ainda consagradas «normas propiciadoras da promoção da mobilidade interna» e de flexibilidade do trabalho.