Os estudantes do ensino superior podem beneficiar neste ano letivo de empréstimos com garantia mútua no valor total de 21 milhões de euros, informou a SPGM - Sociedade de Investimento.

O crédito, cujo montante baixou 6% face ao ano letivo 2012/2013, destina-se a alunos de licenciatura, mestrado, doutoramento e do programa Erasmus que frequentem universidades e institutos politécnicos públicos e privados.

Os beneficiários têm de ser clientes dos sete bancos parceiros da SPGM e das sociedades de garantia mútua subscritoras da linha de crédito, criada há sete anos.

Segundo uma nota da SPGM, divulgada na terça-feira à noite e citada pela Lusa, entre o ano letivo 2007/2008 e 2012/2013 havia 19.572 estudantes com empréstimos garantidos, no valor global de 224,8 milhões de euros.

Dos empréstimos contratados, foram usados cerca de 154 milhões de euros.

A SPGM adianta que, no fim de agosto, a sociedade gestora do sistema nacional de garantia mútua contabilizava 948 operações de crédito a estudantes executadas, no montante superior a oito milhões de euros.

A nota assinala que a taxa de incumprimento, em sete anos, ronda os 4%, precisando que, entre 01 de janeiro e 31 de agosto, 129 estudantes estavam nesta situação.

A linha de crédito reservada a estudantes do ensino superior resulta de uma parceria entre Ministério da Educação e Ciência, sistema nacional de garantia mútua, gerido pela SPGM, e sete bancos.