A Ryanair anunciou esta terça-feira voos adicionais a partir do Porto para Barcelona, Milão e Bruxelas, rotas que foram suspensas pela TAP, e Madrid, bem como uma nova ligação para Varsóvia (Polónia) a partir de outubro.

Em conferência de imprensa no Porto, a companhia aérea anunciou o calendário de inverno, que começa em outubro, que inclui uma nova rota para Varsóvia e três ligações de inverno para Dublin, Liverpool e Valência, bem como voos adicionais para Madrid, Barcelona, Milão e Bruxelas.

Esta estratégia permitirá, segundo a companhia, "transportar 3,4 milhões de clientes por ano e apoiar 2.600 empregos no Aeroporto do Porto”.

Na segunda-feira a companhia aérea TAP reiterou que as quatro rotas europeias canceladas a partir do Porto representavam um prejuízo de 8,02 milhões de euros e disse que a Portugália “vai continuar a existir”.

Entretanto o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, reuniu-se esta tarde com o diretor de rotas da Ryanair para solucionar o problema das rotas abandonadas pela TAP.

“Niall O'Connor, diretor de rotas da Ryanair, reuniu-se hoje na Câmara do Porto com Rui Moreira, para preparar as próximas operações da companhia aérea no Porto e tentar colmatar as rotas deixadas vagas pela TAP”, lê-se na página da Internet da Câmara do Porto, referindo que Rui Moreira Moreira se preocupou, sobretudo, com as ligações a Milão e que recebeu da Ryanair a “garantia de que a companhia irá estudar voos diretos do Porto para Milão/Malpensa”.

 

Se a TAP abandona o Porto, o Porto abandona a TAP. Há mais vida para além da TAP.

Publicado por Rui Moreira em  Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2016