O número de turistas internacionais cresceu 5% nos primeiros seis meses do ano face a 2012, ultrapassando as expectativas que se situavam entre os 3 e os 4%, revelou esta segunda-feira a Organização Mundial de Turismo (OMT).

No primeiro semestre do ano foram registados 494 milhões visitantes a nível global, o que representou mais 25 milhões de turistas do que em igual período de 2012, tendo-se assistido a um comportamento mais forte das economias emergentes do que das ditas «avançadas», com 6% e 4% respetivamente, enquanto a Europa apresentou um desempenho «surpreendentemente mais forte do que o esperado», fixando-se nos 5%.

«O facto de o turismo internacional ter crescido acima das expectativas confirma que viajar é agora parte dos padrões de consumo de número crescente de pessoas tanto nas economias emergentes como nas avançadas», afirmou, em comunicado, o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai.

Segundo o dirigente da organização das Nações Unidas, «isto sublinha a necessidade de colocar o turismo como um dos pilares-chave do desenvolvimento socioeconómico, sendo um dos maiores contribuintes para o crescimento económico, as exportações e o emprego».

Os resultados dos primeiros seis meses do ano foram positivos em todas as regiões e sub-regiões, indicou a OMT, com a Europa central e de leste a crescer 10%, quatro pontos acima do sul do continente.

A Ásia e o Pacífico também «excederam as expetativas» com um crescimento de 6%, tendo as Américas aumentado o número de turistas em 2%, num resultado mais «fraco do que o antecipado», escreve a Lusa.

Por estes motivos, a OMT elevou agora a previsão para 2013, quando acredita que o turismo mundial vai crescer em 4%, apesar de esperar uma subida «gradualmente mais lenta» no segundo semestre.