Os representantes dos credores da Grécia, União Europeia e Fundo Monetário Internacional, chegaram a Atenas para começar as negociações com as autoridades gregas sobre um novo empréstimo ao país, indicou um porta-voz da Comissão Europeia.

"As equipas das instituições (credoras) estão a partir de agora no terreno em Atenas e o trabalho começa imediatamente, no momento em que estamos a falar", indicou o porta-voz do Executivo europeu durante uma conferência de imprensa de rotina da Comissão em Bruxelas.

Há mais de um ano que os representantes da Comissão Europeia, BCE e FMI não se deslocam ao país. 

As negociações têm como objetivo finalizar o novo empréstimo ao país, num valor que pode chegar aos 86 mil milhões de euros, depois de um entendimento nesse sentido ter sido alcançado a 13 de julho, após duras conversações entre Atenas e os dirigentes dos países da zona euro, lembra a Lusa. 

Atenas e Bruxelas querem que as negociações fiquem concluídas antes da segunda quinzena de agosto. 

A Grécia, que enfrenta problemas de liquidez, tem de pagar a 20 de agosto mais de 3 mil milhões de euros ao BCE e 1,5 mil milhões de euros ao FMI em setembro.