A dívida direta do Estado atingiu os 203.473 milhões de euros no final de maio, mais 4,7 por cento do que em igual período de 2012, segundo as estimativas da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO).

Na sua nota mensal sobre a dívida pública, a UTAO refere que o stock da dívida direta do Estado aumentou, em maio, 1,6% em termos mensais e 4,7% em termos homólogos.

Em termos de composição, e em relação a abril, o maior aumento verificou-se na dívida titulada de médio e longo prazo, para o que terá contribuído a emissão de obrigações a 10 anos, esclarece a unidade de apoio à Assembleia da República.

Considerando a área do euro, Portugal foi, em 2012, um dos países com maior rácio da dívida pública sobre o Produto Interno Bruto (PIB), chegando aos 123,6%, segundo a Comissão Europeia.